sexta-feira, 6 de julho de 2018

Jovem que sofreu acidente ao buscar corpo de amigo em aeroporto segue sem os movimentos após quase 2 anos

Por Portal do Juruá

Jovem faz fisioterapia em uma universidade de Rio Branco, mas a instituição entrou em recesso e a família teme que o quadro dele regrida.

A família do estudante Manoel Albano Ibernon iniciou uma campanha para conseguir adaptar a cadeira dele e pagar a fisioterapia. No final do ano de 2016, Ibernon sofreu um acidente de trânsito ao sair para buscar o corpo de um amigo no aeroporto de Cruzeiro do Sul, interior do Acre, e ficou sem os movimentos do corpo.

O estudante teve traumatismo craniano e chegou a ter morte cerebral decretada. Porém, em dezembro de 2016, começou a responder a estímulos externos, revertendo o quadro.

A prima do jovem, Fátima Fernandes, contou que o rapaz faz fisioterapia em uma universidade particular de Rio Branco, onde faz o tratamento, mas a instituição entrou de recesso e só deve retornar em agosto.

Para não interromper o tratamento, a família recorreu ao tratamento particular e precisa arrecadar cerca de R$ 1,5 mil para a fisioterapia.

"Aos poucos já está tendo o retorno. Para a medicina ele não ia ter nenhum movimento e a tia não quer parar, senão vai regredir. A neuro pediu para adaptar a cadeira dele e o orçamento que foi feito deu R$ 1,3 mil. Ele tem sessão todo sábado, não é fácil”, contou.

Fátima revelou que a família mudou em janeiro para Rio Branco. Além desses gastos, a família gasta, em média, R$ 800 com medicamentos para o jovem.

"A tia resolveu mudar para casa, saiu do emprego e está morando de aluguel. Ele está usando sonda nasal. A tia foi trocar, mas não conseguiu porque não tinha material", lamenta.
Por G1 Acre

PORTAL DO JURUÁ - Noticias e informações de Cruzeiro do Sul, Juruá e do Acre, sempre com imparcialidade e o compromisso da verdade.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;