sábado, 30 de junho de 2018

Vereador acusa Câmara de Cruzeiro do Sul de manter ao menos dois funcionários fantasmas

Por Portal do Juruá

Denúncias foram feitas na sessão de terça-feira (26) e mesa diretora nega acusações. Parlamentar também denuncia gastos com alimentação.

Vereador acusa Câmara de Cruzeiro do Sul de manter ao menos dois funcionários fantasmas
Vereador acusa Câmara de Cruzeiro do Sul de manter ao menos dois funcionários fantasmas (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
Um vereador de Cruzeiro do Sul aproveitou a sessão de terça-feira (26) para denunciar a existência de funcionários fantasmas na Câmara. O parlamentar Ronaldo Onofre (PDT) acusa a mesa diretora de pagar servidores que não prestam serviços e pagamento indevido de alimentação.

O presidente da Casa, Romário Tavares, diz que as acusações são injustas e que prestará contas ao Ministério Público do Acre (MP-AC). Disse ainda que o parlamentar nem comparece às sessões.

“Temos uma empresa contratada para prestar serviço com oito funcionários. Só que tem dois que nunca foram vistos aqui. Vou pedir o ressarcimento aos cofres da Câmara, uma prestação de contas dos últimos 5 anos, inclusive com apresentação da folha de ponto. Quero saber de tudo que está acontecendo aqui no Legislativo”, disse o Onofre.

Ele alega também que em abril, a Casa gastou mais de R$ 7,2 mil com alimentação. O vereador disse ainda que nenhum parlamentar se alimenta na Câmara.

“Em maio tivemos outra despesa no valor de R$ 3,3 mil também para pagamento de alimentação. Quem é que está se alimentando a custa da Câmara? É um absurdo o que estão fazendo com o dinheiro público. Também teve um pagamento para uma moça no valor de R$ 2,2 mil para serviços de digitação, que ninguém nunca viu aqui no parlamento”, denunciou.

O presidente da Câmara diz que a alimentação foi servida em 2017 e que todas as denúncias estão sendo apuradas pelo MP-AC.

“Coloco a câmara a disposição da população. O Ministério Público já pediu informações e vou responder a todas as acusações. A alimentação é referente a coquetéis de programações e atividades”, explicou Tavares.

Ele diz que Onofre terá que provar acusações, alega também que o parlamentar não compareceu a pelo menos 20 sessões.

“Quanto aos dois funcionários fantasmas, isso não existe. As pessoas estão lotadas na 1ª secretaria da Casa. Acho injustas as acusações e vamos provar. Já estamos encaminhando a documentação para o MP e ele terá que responder pelas acusações feitas”, enfatizou.

O presidente destacou ainda que todos os gastos da Câmara podem ser acompanhado pelo portal da transparência. Com informações do G1 Acre.

PORTAL DO JURUÁ - Noticias e informações de Cruzeiro do Sul, Juruá e do Acre, sempre com imparcialidade e o compromisso da verdade.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;