No vale do Juruá, 140 homens do Exército fazem operação para fortalecer segurança na fronteira com o Peru

As cinco cidades do Vale de Juruá – Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Rodrigues Alves, Porto Walter, Cruzeiro do Sul – e a de Guajará, receberam o reforço de 140 militares do 61º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS).

A Operação Ajuricaba quer impedir crimes transfronteiriços, principalmente o narcotráfico.

São cerca de 140 militares do 61º BIS, armamento, material de emprego militar, sete viaturas e dez embarcações estão atuando nas calhas dos rios Moa, Azul, Juruá, Juruá Mirim e Paraná dos Mouras.

“Vamos atrás dos ilícitos, mas também vamos fazer ações cívica sociais ao longo da operação. Estamos empregando todos os meios que o batalhão possui para darmos comprimento das ações que serão desenvolvidas em toda a região de fronteira com o Peru. Aproveitamos para fazer levantamentos de informações junto aos ribeirinhos para que tenhamos as informações sempre atualizadas”, explica o tenente-coronel Eduardo Lemos.

Ele diz ainda que os principais crimes nessa região são ligados ao narcotráfico e caça e pesca ilegal. “Vamos contar com apoio de outras forças policiais para que as ações sejam exitosas”, diz o comandante.
As cinco cidades do Vale de Juruá – Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Rodrigues Alves, Porto Walter, Cruzeiro do Sul (Foto: Divulgação/61º BIS)
A operação, que começou no dia 6 de abril, não tem data definida para acabar. Além das ações de combate a crimes transfronteiriços, o 61º Bis está prestando apoio médico e odontológico na comunidade Buritirana, na zona rural de Rodrigues Alves.
Com informações do site G1 Acre

PORTAL DO JURUÁ - Noticias e informações de Cruzeiro do Sul, Juruá e do Acre, sempre com imparcialidade e o compromisso da verdade.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.