Membros de facção rival e policiais militares trocam tiros dentro de cemitério em Cruzeiro do Sul

Um tiroteio dentro do cemitério São João Batista, em Cruzeiro do Sul, terminou com quatro pessoas presas e cinco armas apreendidas. O caso ocorreu na tarde de sexta-feira (25). Entre as armas, estavam de três revólveres e dois facões.

Ainda foi apreendida uma quantidade de droga. Segundo o sargento Valber Almeida, integrante do pelotão Ronda de Ações Intensivas e Ostensiva (Raio), o grupo tentava matar alguém dentro do cemitério.

“Nos deslocamos ao local, interceptamos uma rota de fuga pela parte de trás do cemitério. Os elementos efetuaram alguns disparos contra a guarnição, chegou uma guarnição de apoio e os disparos foram revidados”, contou.

Almeida disse que grupo já havia trocado tiros com membros de facção rival. “Segundo informações, o grupo teria ido ao local tentar contra a vida de um cidadão que foi baleado há alguns dias e foram interceptados por membros de facção rival que comandam o bairro da Lagoa e houve troca de tiros e ao tentarem fugir pelo cemitério”, disse.

Os quatro homens foram levados para a Delegacia Geral da cidade. Nenhum policial ficou ferido, segundo o sargento.
A prisão dos suspeitos está sendo investigada pela Polícia Civil. O delegado plantonista informou que ainda vai ouvir os presos para decidir por quais crimes os elementos vão responder.
Com informações do G1

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.