Corpo de jovem encontrado enterrado na vila Santa Luza é reconhecido pela família

Uma prima que era irmã de criação da vítima disse que após ver na televisão que um corpo havia sido encontrado na região resolveu ir até o IML verificar se tratava-se do primo.

Francisco Rocha da Silva, 20 anos, foi morto na Vila Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul (Foto: Arquivo da família)
O corpo encontrado enterrado na beira do Igarapé Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul, durante mais uma fase da Operação Impactus, é de Francisco Rocha da Silva, 20 anos. Na ação, a polícia prendeu seis pessoas, apreende um menor e encontrou corpo de Silva enterrado em cova.

Uma prima que era irmã de criação da vítima, e preferiu não se identificar, disse que após ver na televisão que um corpo havia sido encontrado na região resolveu ir até o Instituto Médico Legal (IML) verificar se tratava-se do primo, que estava na vila a trabalho.

A vítima era moradora do bairro São José e estava na vila onde foi encontrada há ao menos 30 dias trabalhando como diarista em uma propriedade rural de um parente. Maria Dulcilene, de 41 anos, tia de Silva, pediu justiça e uma punição rigorosa aos envolvidos.

“Minha filha esteve no hospital e reconheceu ele pelas tatuagens que tinha pelo corpo. O rosto já estava todo desfigurado. Foi um trauma muito grande para nossa família. Eu e minha mãe fomos parar no hospital. A família inteira ficou em choque e revoltada com isso que aconteceu”, desabafou.

Maria disse que no domingo (25) a família havia recebido informação de que o jovem tinha sido morto. Ela falou ainda que o sobrinho nunca tinha se envolvido em nenhuma confusão e erauma pessoa tranquila.

“Quando soubemos não acreditamos, na sexta (2) passou a polícia com os bandidos que tinham matado ele e enterrado. Fizeram dele um animal. Isso não é coisa que se faça com um ser humano. Nunca tivemos conhecimento do envolvimento dele com organização criminosa. Só sabíamos que ele usava droga. Espero que a polícia tome providência quanto a essas pessoas que fizeram essa barbaridade”, acrescentou.

Após a confirmação da identidade do corpo, a família esteve na delegacia do município e registrou um Boletim de Notícia Crime relatando o caso.
Por G1 Acre

PORTAL DO JURUÁ - Noticias e informações de Cruzeiro do Sul, Juruá e do Acre, sempre com imparcialidade e o compromisso da verdade.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.