quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Integrante de facção cobrava R$ 3 mil por mês a comerciantes em troca de segurança em Cruzeiro do Sul

Por Portal do Juruá
Comerciantes do bairro São José estavam sendo extorquidos, segundo a polícia (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
Um integrante de facção criminosa em Cruzeiro do Sul foi preso, nesta quarta-feira (21), e confessou que extorquia comerciantes da região em troca de segurança a seus estabelecimentos.

A polícia informou que ao menos cinco comerciantes do bairro São José foram vítimas do grupo criminoso. De acordo com as vítimas, eles pediam R$ 100 por dia – que equivale a R$ 3 mil mensais – para que os comércios não fossem alvo de furto e roubos.

“Pediram R$ 100 por dia para que a gente tivesse segurança. Esse dinheiro garantiria a segurança não só do comércio, mas também da família. Pode ser em dinheiro ou mercadoria. Pago minhas taxas legais ao governo. Muitos funcionários permanentes não recebem um salário desse. Todos nós estamos aflitos e precisamos que alguma coisa seja feita”, contou uma das vítimas, que pediu para não se identificar.

O delegado Lindomar Ventura, que investiga o caso, diz que o grupo é composto por cinco criminosos que pertencem a uma organização criminosa.

O suspeito foi preso por ameaça, mas a investigação aponta para extorsão. “Um pequeno grupo está indo aos comerciantes, pedir um valor pecuniário ou mercadoria e em troca não fariam nenhum tipo de furto ou roubo no local. É um tipo claro de extorsão. Chegamos a essa constatação em conversas com vítimas e com um conduzido”, explica o delegado.

Ventura disse ainda que o suspeito confessou a extorsão, mas nefa que tenha recebido algum valor. Já as vítimas alegam que o dinheiro foi entregue a ele.

“Alguns estão com medo de falar sobre o caso. Sabemos que tem outros 3 ou 4 integrantes que fazem parte do grupo. Tivemos notícia que cinco comerciantes foram vítimas e não podem ficar reféns desse grupo criminoso”, enfatiza o delegado.

As investigações da Polícia Civil continuam na tentativa de identificação e prisão dos demais integrantes do grupo criminoso, que segundo informações são pessoas ligadas a organizações criminosas.
Por G1 Acre

PORTAL DO JURUÁ - Noticias e informações de Cruzeiro do Sul, Juruá e do Acre, sempre com imparcialidade e o compromisso da verdade.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;