Depois de mais de 2 anos, policia ainda investiga o sumiço dos 40 quilos de droga da delegacia de Cruzeiro do Sul

Droga sumiu em agosto de 2015 e havia sido apreendida em ações na BR-364. Entorpecente estava guardado dentro de uma das salas da Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul.

(Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
Dois anos e meio após 40 quilos de droga sumirem de dentro da Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul, em agosto de 2015, a polícia ainda investiga quem pode ter levado o entorpecente de dentro da unidade policial.

A droga havia sido apreendida em ações da polícia na BR-364 e estava guardada em uma das salas da delegacia.

O corregedor da Polícia Civil, delegado Alex Cavalcante, informou que as investigações continuam, mas que as circunstâncias de como a droga sumiu da delegacia ainda estão sendo investigadas. Ele disse ainda que requisitou o inquérito para análise.

“O inquérito estava na responsabilidade dos delegados de Cruzeiro do Sul e, recentemente, requisitei para analisar e verificar em que pé está o andamento da investigação e ver quais as próximas deliberações a serem tomadas. A investigação estava tramitando em Cruzeiro, agora vamos ver as diligências ainda restantes”, explicou.

O corregedor disse que o caso ainda não tem prazo para ser esclarecido. Ele afirmou ainda que, até o momento, não há nenhuma novidade.

“Quando assumi a Corregedoria, requisitei este inquérito para ver como está. Não temos um prazo, as investigações vão seguir de acordo como manda a lei para tomarmos as providências”, acrescentou.

Em 2016, o Ministério Público do Acre (MP-AC) entrou com um pedido para que um novo delegado fosse designado para comandar as investigações. Na época, o então corregedor, Josemar Portes, que era também o delegado responsável pelo caso na época do desaparecimento, disse que o pedido ainda não havia chegado na Corregedoria.
Por G1 Acre

PORTAL DO JURUÁ - Noticias e informações de Cruzeiro do Sul, Juruá e do Acre, sempre com imparcialidade e o compromisso da verdade.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.