quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Jovem que teve hemorragia após parto precisou retirar o útero, diz família

Por Portal do Juruá
A escrivã de Polícia Civil Damila de Souza, de 30 anos, teve que retirar o útero em uma segunda cirurgia, de acordo com a família. A cirurgia foi necessária para conter a hemorragia interna que a escrivã sofreu após dar a luz ao seu segundo filho, na quinta-feira (25), na maternidade de Cruzeiro do Sul.

A mãe de Damila, Nargila de Souza, disse que o quadro da escrivã apresentou melhoras significativas. Ela já saiu do estado gravíssimo e está em grave com melhoras.

“Fiquei muito feliz, ela está reagindo e apresentando melhoras cada vez maiores e estamos muito felizes com isso”, disse.

Nargila conta que o útero foi retirado em uma segunda cirurgia que Damila foi submetida e que a medida foi necessária para conter a hemorragia.

“Ela tava perdendo muito sangue e os médicos não tiveram outra saída a não ser retirar. O que eles estão fazendo agora é manter ela viva”, afirma.

A escrivã deve passar por novas avaliações médicas e permanece entubada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). “Ontem [segunda, 29] à noite ela teve os sedativos suspensos, então, estamos muito alegres e confiantes nessa melhora dela e ansiosos para que o quadro melhore mais ainda”, afirmou.

Nargila agradeceu às pessoas que fizeram doações de sangue e campanhas de orações para a filha. "A gente pode ver nessas horas as pessoas boas na terra, sabe? Eu e minha família somos gratos a todo mundo que está se preocupando com minha filha, agradeço mesmo”, finaliza.
Por Anny Barbosa, G1

PORTAL DO JURUÁ Noticias e informações de Cruzeiro do Sul, Juruá e do Acre, sempre com imparcialidade e o compromisso da verdade.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;