sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Posto da PRF no interior do Acre funciona de forma intermitente por falta de efetivo

Por Portal do Juruá
O funcionamento do posto da Polícia Rodoviária Federal no Acre (PRF-AC) em Xapuri, interior do estado, está intermitente devido à falta de efetivo policial. Apesar da nova forma de atuação, os agentes passam 24 horas na cidade e o mesmo período de tempo em outras localidades.
Posto da PRF no interior do Acre funciona de forma intermitente por falta de efetivo
Apesar de regime intermitente, PRF-AC garante que posto não será fechado (Foto: Divulgação/PRF-AC)
As atividades não foram encerradas, garante o inspetor Cézar Henrique, superintendente do órgão. “[O policiamento intermitente] foi adotado porque precisamos cuidar de Xapuri e de uma BR que tem mais de 2 mil quilômetros de extensão [a 364]. A gente tem, também, vários outros pontos que necessitam de policiamento. A gente vai a Xapuri, passa um dia lá, e retorna para ir para outro lugar e depois retorna à cidade. Temos que atender essas demais localidades”, explica o inspetor.

De acordo com o superintende, a PRF-AC articula com o Ministério da Justiça em Brasília a possibilidade de concurso público para suprir as necessidades da unidade acreana. A pretensão é de que o posto em Xapuri volte a funcionar durante 24 horas.

Ele destaca que ajustes são feitos para solucionar a demanda, mas que a intermitência foi adotada para expandir a fiscalização no estado.

“Estamos em Brasília com o Ministério da Justiça e nosso departamento. Este último está se empenhando junto ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão para que seja liberado o concurso”, enfatiza Cézar Henrique.

Apesar do pouco efetivo, ele garante que não há a menor possibilidade de que as atividades do posto de Xapuri sejam suspensas. “A gente espera que volte ao normal o mais rápido possível. Espero que em no máximo em um mês a gente já tenha conseguido contornar a situação e voltar a fiscalização diuturnamente”, finaliza o inspetor. Via G1 Acre

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;