Polícia Civil recebe reforço de cão farejador e policiais são capacitados em Cruzeiro do Sul

Cão, chamado Narco, foi enviado de Brasília como reforço à Polícia Civil. O animal deve ser usado para adestrar outros.

Narco foi enviado para Cruzeiro do Sul de Brasília (Foto: Arquivo/ Polícia Civil )
Os policiais de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, receberam um reforço para combater o tráfico de drogas na cidade. Narco é um labrador adestrado em Brasília e que compõe agora a equipe de segurança.

Além disso, 25 agentes participam de um curso de capacitação – que vai do dia 25 de setembro até 4 de outubro – para lidar com cães farejadores e também adestrarem os animais.

Narco é um cão treinado para encontrar drogas e armas e deve também ajudar no adestramento de novos cães da polícia.

Um dos instrutores do curso é o policial militar do Amazonas Átila Fabrício. Ele explica que o curso é integrado e foca na formação de cães de faro para ajudar nas operações policiais em áreas de aeroportos, rodovias e rios.

“Estamos qualificando o pessoal que tem interesse para atuar na área de faro e narcóticos. Aqui tem um cão labrador que veio de Brasília que pode ser usado para adestrar outros animais. Vamos passar o máximo de conhecimentos a estes policiais”, disse.

O policial civil Paulo Sérgio destacou a importância de cães farejadores durante uma operação policial. Ele acredita que o reforço foi mais do que válido.

“Recebemos um animal treinado e esperto. Com esse curso, poderemos ter um melhor desempenho com ele e mantê-lo em atividade constante. Esse curso vai permitir a quem tem interesse de treinar outros cães”, acredita.

Além das aulas teóricas, os policiais também participam de atividades práticas. A intenção é que os participantes possam aprender como atuar com o animal e como formar outros animais para as operações. Com informações do G1 Acre
Capacitação é feita com agentes da Polícia Civil em Cruzeiro do Sul (Foto: Arquivo/Polícia Civil )

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.