Igarapé Preto começa a ser revitalizado em Cruzeiro do Sul; Com previsão do término para abril de 2018

As obras para revitalização do Igarapé Preto, um dos locais considerados cartão postal em Cruzeiro do Sul, já iniciaram. A Ordem de Serviço para a revitalização foi assinada no dia 15 de julho deste ano, porém a obra só iniciou no último dia 4. A previsão é que essa primeira etapa seja concluída em abril de 2018. Usuários dizem que esperam que a revitalização traga benefícios para a comunidade.
Primeira etapa da obra deve ser finalizada em abril de 2018 (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
O mestre de obras encarregado Mauro Ferreira Brasil diz que a primeira fase está sendo feita a escavação mecânica do primeiro trecho.

“Vamos fazer um muro de contenção com uma extensão de 172 metros. Abaixo do muro um colchão drenante e nas laterais uma calçada para a complementação junto à pista. A prefeitura tem um projeto grande para este local. A expectativa é que outras etapas com mais obras sejam realizadas”, disse.

O estudante Evilásio Andrade de Castro júnior, de 24 anos, acha que a revitalização demorou para começar, mas torce que seja logo concluída. “Minha expectativa é que esta obra melhore este ambiente. O Igarapé Preto é um lugar muito visitado por quem chega em Cruzeiro do Sul. Acho que este local já deveria ter sido revitalizado antes”.

Marivaldo da Silva Costa, de 37 anos, mora no Bairro São Cristóvão, que fica próximo ao balneário, segundo ele, a expectativa é a essa obra melhore as condições do local.

“Fazem muitos anos que esperamos uma atenção melhor do poder público com este local. Agora estamos na expectativa que seja uma obra boa, que venha beneficiar a população. O Igarapé Preto é um patrimônio de todos os cruzeirenses e já deveria ter sido revitalizado, para que continue sendo essa beleza natural que é”, falou.

Nesta etapa da obra, estão sendo investidos cerca de R$ 1,2 milhão oriundos do Ministério da Integração Nacional e da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). A revitalização foi idealizada após a assinatura em 2015 de Termo de Concessão da Infraero que repassou à prefeitura a área do balneário que faz parte do sítio aeroportuário da cidade.

Em dezembro daquele ano, foi assinado o primeiro convênio para a restauração do local. Em 2016, a prefeitura requereu juto ao Instituto de Meio Ambiente do estado (Imac) a Licença Ambiental Única (LAU) para iniciar a revitalização. Via G1 Acre


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.