quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Grávidas devem receber repelente gratuito que protege contra o Aedes aegypti em maternidades no Acre

Por Portal do Juruá
As maternidades públicas do Acre em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Feijó devem passar a distribuir repelentes gratuitos para grávidas se protegerem do mosquito Aedes agegypti. A medida é uma determinação da lei nº 3.284 que foi sancionada pelo governador do Acre, Tião Viana, e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta terça-feira (22).
Grávidas devem receber repelentes gratuitamente em maternidades no Acre (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)
Conforme a publicação, o produto deve conter como principal substância ativa a icaridina que protege contra o mosquito que é vetor da dengue, chikungunya e zika que causa microcefalia no bebê durante a gestação.

O deputado Nicolau Júnior (PP-AC), que é o autor do projeto de lei, diz pode ser solicitado pelas gestantes na maternidade. No entanto, ele lamentou o veto a um parágrafo que determinava a distribuição do produto durante toda a gestação em cidades onde não há maternidades.

“A nossa intenção é sempre a melhor. A microcefalia é uma doença sem cura e devemos buscar medidas para que as mães se sintam protegidas. É claro, as gestantes devem usar outras medidas preventivas, mas estamos atentos a esta questão primordial para a saúde essas mulheres”, finaliza.

Da redação do Portal do Juruá com informações do G1 Acre

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;