quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Campanha cadastra cerca de 300 novos doadores de medula óssea em Cruzeiro do Sul

Por Portal do Juruá
O Hemonúcleo de Cruzeiro do Sul montou uma verdadeira força-tarefa para conseguir novos doadores de medula óssea na cidade. Em uma campanha feita nos dias 16 e 17 de agosto a unidade conseguiu 300 novos cadastros.
Campanha conseguiu 300 novos doadores em Cruzeiro do Sul (Foto: Divulgação/Hemonúcleo )
O ato foi uma parceria entre o Rotary Clube e a organização não governamental Amigos do Transplante de Medula Óssea, que já existe desde o ano de 2015.

A gerente do Hemonúcleo, Fátima Girão, explica que o objetivo é incentivar o cadastro no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome) e alcançar a meta de estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é do estado cadastrar 2 mil novos doares por ano.

“Acredito que atingiremos essa meta. Temos pessoas em espera de doadores compatíveis no estado do Acre. Recentemente, uma cruzeirense foi transplantada. É um trabalho pouco conhecido, mas de extrema necessidade”, explica.

O presidente do Rotary na cidade, Renato Matias, destacou que apoiou a campanha mundial. “Doar a médula, sangue ou órgãos é um ato de amor ao próximo, que ajuda a salvar vidas. Sempre que preciso, estaremos juntos”, destaca.

Qualquer pessoa com idade entre 18 e 55 anos está apta a ser uma doadora de medula óssea. Os cadastrados têm retirado uma pequena quantidade de sangue, que tem seu nome incluído no Redome, que é gerenciado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Caso seja compatível com alguma pessoa que tenham doenças e necessitem de transplante, o doador é contatado para que o transplante seja feito. Via G1 Acre

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;