terça-feira, 13 de junho de 2017

Combate à malária é municipalizado em Cruzeiro do Sul e prefeito anuncia contração de 140 agentes

Por Portal do Juruá
Após meses de negociação, o estado do Acre e o município de Cruzeiro do Sul chegaram a um acordo de municipalizar o combate à malária. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (12) após a gestão passada da cidade ter se negado a assumir a responsabilidade do combate contra a doença.
Combate à malária é municipalizado em Cruzeiro do Sul e prefeito anuncia contração de 140 agentes
O secretário estadual de Saúde, Jamil Júnior, e o prefeito Ilderlei Cordeiro assinaram o acordo em que o Estado repassa 10 caminhonetes, 16 motos, mobiliário, equipamentos diversos e três carros novos. O governo mantém ainda o pagamento de 62 agentes de Endemias, que serão custeados por 60 dias e 52 Técnicos em laboratório e microscopistas até o final da gestão do atual governo.

“Saúde é prioridade em minha gestão. A malária requer uma atenção especial e o governo fez sua parte. Agora chegou a vez da prefeitura abraçar esta causa”, disse Cordeiro.

O prefeito aproveitou a assinatura do acordo para anunciar um concurso para agentes de endemias. “Vamos fazer o concurso público, que vai permitir a contratação de 140 agentes de Endemias. O Ministério da Saúde vai garantir o pagamento e vamos contratar agentes para atuarem na área onde residem. Com isso, teremos redução de despesas com o transporte e compra de combustíveis”, diz.

Jamil Júnior enfatizou ainda que o combate à malária já é responsabilidade dos municípios em todo o Brasil. “O Estado vinha assumindo essa responsabilidade desde uma pactuação em 2013”, diz.

Com a municipalização, a gerência de Endemias passa a ser ocupada por Muana Araújo, que unificará o combate à malária e dengue. A nova gerente disse que nos próximos dias fará um levantamento da situação da malária na cidade para apresentar aos meios de comunicação.

Da redação do Portal do Juruá com informações do G1 Acre

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;