sexta-feira, 26 de maio de 2017

Três alunos de 9 à 12 anos são flagrados em escola de Cruzeiro do Sul com drogas

Por Portal do Juruá
Três alunos, de 9, 10 e 12 anos foram flagrados em um banheiro de uma escola de ensino fundamental em Cruzeiro do Sul com substância aparentando ser maconha na tarde desta quinta-feira (25). A criança contou à polícia que uma pessoa que frequenta a casa dela deu a substância para que ela pudesse usar com os colegas. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Três alunos de 9 à 12 anos são flagrados em escola de Cruzeiro do Sul com drogas
Crianças foram pegas fumando maconha dentro de escola no interior do Acre (Foto: Anny Barbosa/G1)
A diretora da escola, que prefere não se identificar, disse que foi um choque muito grande quando encontrou os alunos com a substância. “Uma pessoa veio e disse que tinha alguém queimando uma coisa no banheiro. Quando fui lá, estava um mau cheiro incrível e já voltei com dor de cabeça. Foi, então, que vi uma caixinha de fósforo e dentro tinha a maconha”, disse.

A diretora falou ainda que os pais foram acionados, juntamente com a Polícia Militar. A gestora disse que, como cidadã, teme pelo futuro dessas crianças.

“Quando você assume uma responsabilidade de ensinar pessoas você não está formando apenas estudantes, são cidadãos. Me preocupo como gestora e ser humano porque uma criança de 9 anos olhar para você e dizer que estava fumando maconha dentro da escola isso mexe de uma forma, o que eu estou formando?”, se emociona.

O delegado Lindomar Ventura disse que o caso já está sendo investigado e a preocupação é em localizar o traficante que entregou a droga para as crianças.

“Nossas investigações estão em andamento. Infelizmente, chegou ao nível da polícia interferir, vale lembrar que essas crianças são vítimas de um aliciador e que a família e a comunidade escolar precisam estar unidas para poder lidar com esse tipo de situação”, finalizou.

Da redação do Portal do Juruá com informações do G1 Acre

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;