quinta-feira, 4 de maio de 2017

Laudo não confirma estupro coletivo contra jovem com transtornos mentais

Por Portal do Juruá

A Polícia Civil continua investigado o caso de um jovem de 22 anos, que alega ter sido estuprado e agredido por três homens, no sábado (29), durante um assalto na comunidade Guarani, em Mâncio Lima. O delegado do caso, Vinícius Almeida, informou que o exame de conjunção carnal feito na vítima não confirmou o abuso sexual.

Laudo não confirma estupro coletivo contra jovem com transtornos mentais“Pelo que constatamos está intacto. Uma história muito mal contada, na verdade, com muitas lacunas”, explica.

Já o exame de corpo de delito comprovou as agressões sofridas pelo jovem e a polícia segue investigando o caso. “É um caso muito difícil, porque não temos testemunhas e nem imagens. Ele não sabe dizer absolutamente nada dos suspeitos. É uma situação muito complicada”, afirma.

O jovem, que segundo a família sofre de problemas mentais, teria saído para comprar uma bermuda quando foi abordado por três rapazes que teriam o estuprado, agredido e roubado a vítima no final da tarde de sábado (29) em Mâncio Lima.

Da redação do Portal do Juruá com informações do G1 Acre

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;