sábado, 29 de abril de 2017

Homem morre ao perder controle de motocicleta em lombada na variante

Por Portal do Juruá
O funcionário público Antônio Melo da Rocha, de 54 anos, morreu após perder o controle da moto que pilotava ao passar por uma lombada. O acidente ocorreu na madrugada deste sábado (29), em Cruzeiro do Sul. Rocha morreu ainda no local do acidente.
Homem morre ao perder controle de motocicleta em lombada na variante
Antônio Melo da Rocha, de 54 anos, morreu após perder o controle da moto que pilotava em Cruzeiro do Sul (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
O corpo do motociclista e a moto foram lançados a uma distância de ao menos 40 metros do local do acidente. O acadêmico de enfermagem Gleisson Silva Chagas, de 34 anos, estava chegando a Cruzeiro do Sul e conversou com a vítima momentos antes do acidente.

“Ele me pediu orientação perguntando como chegar em Cruzeiro do Sul. Em uma curva ele saiu de minha visão. Depois dessa curva tem um quebra-mola, depois já encontrei ele no chão. Verifiquei a pulsação dele e percebi que ainda estava vivo, liguei para o Ciosp e para o Samu e passei as informações para o médico. Logo depois ele ficou sem pulsação”, contou.

Segundo Chagas, o capacete da vítima não estava travado corretamente. “Ele já havia passado em outros dois quebra-molas em alta velocidade. No local o redutor é muito saliente e acredito que quando passou na lombada veio a cair e deslizou vários metros. Acho que o que provocou a morte foi o fato de o capacete ter saído da cabeça dele. Se o capacete tivesse travado, ele não teria morrido”, acrescentou o acadêmico.

O tenente Magid Birrimba, que atendeu a ocorrência, disse que o condutor caiu sozinho. “Pelo relato de uma testemunha houve excesso de velocidade, associado ao sono ou talvez ingestão de bebida. O condutor pode não ter percebido a lombada, saltou, perdeu o controle e caiu, ficando a vários metros do local. Teve morte instantânea no local”, explicou.

Da redação do Portal do Juruá com informações do G1

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;