terça-feira, 2 de agosto de 2016

Deputado Nelson Marchezan Jr. PSDB/RS quer o fim da Justiça do Trabalho

Por Portal do Juruá

Deputado Nelson Marchezan Jr. PSDB/RS quer o fim da Justiça do Trabalho.


Triste, muito triste em saber que temos deputados com desse nível de pensamento, egoístico, sem o minimo de prudência, tendo em vista que esta nos representando, trabalhadores brasileiros que todos os dias tem seus direitos violados por alguns empregadores. Agora vem esse deputado falar em acabar com a Justiça do Trabalho, no minimo ele deve ser mais um politico com empresas.

Gostaria que você mim respondesse essas 3 perguntas:

Nunca vir uma pessoa de bem querer acabar com a Justiça, e você amigo leito?

Para você, quem quer acabar com a justiça é o que?

Qual interesse em acabar com suporte do trabalhador?

Eu sinceramente, tenho vergonha desse tipo de politico, se você responder essas perguntas que eu te fiz, você vai mim entender e nunca mais esse Nelson ganhar uma politica.


Acompanhe agora uma matéria produzida pelo Diário do Poder

Deputado pede o fim da justiça do trabalho e critica o congresso, sindicatos e a "extorsão a empresários".

Em pronunciamento na Comissão de Trabalho da Câmara, o deputado Nelson Marchezan Jr. (PSDB-RS) defendeu o fechamento da Justiça do Trabalho como solução para a geração de emprego para o trabalhador brasileiro, sufocado pela crise econômica. Uma das poucas vozes contrária aos aumentos do funcionalismo aprovados antes do recesso parlamentar, Marchezan Jr. criticou o excesso de regalias da chamada elite do funcionalismo público, os sindicados, o excesso de burocracia e a extorsão de empresários.
“A justiça do Trabalho, no ano passado, conseguiu entregar aos reclamantes R$ 8,5 bilhões, mas custou R$ 17 bilhões. Vamos fechar a Justiça do Trabalho e dar o dobro do que os trabalhadores estão pedindo. Essa é uma regra matemática básica”, disparou.

No discurso, o deputado federal questiona: “Por acaso é sindicato que garante emprego, é justiça do trabalho, é este Parlamento?”
“Quem garante emprego é empreendedor, é quem bota sua iniciativa, seu dinheiro, sua força de trabalho. Isso garante emprego”, disse. Candidato à Prefeitura de Porto Alegre, Marchezan Jr. criticou os altos salários dos servidores, definindo a estrutura pública como arcaica. Segundo ele, não há interesse do trabalhador no atual sistema.
“Aqui, na Câmara, geramos 16 mil (empregos), sem mencionar o Senado. Nosso trabalhador, que ganha até R$ 30 mil por mês, tem auxílio refeição de R$ 800 por mês, enquanto temos analfabetos espalhados por todo o Brasil. A cobertura do ensino infantil é quase uma vergonha. Mas quem ganha R$ 30 mil por mês tem auxílio-creche. Isso é em todo o judiciário, em todo o Ministério Público”, disse.
Sobre a Justiça, o deputado lembrou que um juiz do trabalho tem 20 dias de recesso e 60 dias de férias. Além disso, vende as férias e ganha R$ 5 mil de auxílio moradia por mês, sem gerar uma única vaga de emprego.
“Quem garante o emprego no Brasil não é a Justiça do Trabalho, o Parlamento, e os sindicados que querem aumentar a sua contribuição. É importante que a gente comece a defender os interesses de quem paga nosso salário, que é o trabalhador”, disse.

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;