domingo, 15 de junho de 2014

Protestos contra Copa já tiveram 30 prisões em BH

Por Portal do Juruá
Um total de 30 pessoas já foram presas e cinco adolescentes, apreendidos, por delitos registrados nas manifestações contra a Copa do Mundo ocorridas em Belo Horizonte no sábado (14) e na quinta-feira (12). Entre os presos, pelo menos três foram autuados em flagrante e estão detidos em unidades carcerárias da capital e uma estudante universitária teve a prisão preventiva decretada no Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) por participação ocorrida no primeiro protesto. Novo ato está marcado para terça-feira (17), quando o Brasil enfrentará o México em Fortaleza (CE).

Apesar de o ato ocorrido no sábado não ter terminado em confronto por causa do forte aparato policial montado no centro da cidade, no ponto de concentração dos manifestantes, 12 pessoas foram presas e três menores, apreendidos. Segundo a Polícia Civil, Igor Daniel de Aguiar Borges, de 29 anos, foi encontrado com um coquetel molotov e uma máscara de gás, e Fernando Senhorinha Rinaldi, de 18 anos, foi flagrado com uma machadinha e uma chave usada para furtar veículos. Além deles, Karine Kênia Soares da Silva Melo, de 20, também foi presa acusada de ser "cúmplice" de Rinaldi, que ainda deve responder a processo por incitação à violência.
Outro inquérito resultou na decretação pela Justiça da prisão da universitária Patrícia Dantas Dias, de 25, acusada de ter ajudado a virar e incendiar uma viatura da Polícia Civil em frente ao Detran. Ainda de acordo com a polícia, o engenheiro Leandro Rios de Faria, de 28, a enfermeira Kátia Santos Dias e o médico Bruno de Almeida, ambos de 27, também foram presos acusados de participar do ato. Os outros presos nas manifestações foram encaminhados ao Juizado Especial Criminal e os menores, ao Juizado da Infância e da Juventude. Os casos são acompanhados pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pela seção mineira do Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MG).
Fonte: yahoo

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;