quinta-feira, 27 de março de 2014

Como transformar seu Android em um roteador Wi-Fi

Por Portal do Juruá
Os usuários do Android têm uma boa alternativa para obter um ponto de acesso Wi-Fi a sua disposição. Basta transformar a sua rede 3G em roteador e abandonar a dependência de um Wi-Fi externo quando precisar ter acesso à internet por seu notebook ou tablet. Para aprender a transformar seu smartphone em um roteador, o TechTudo preparou este tutorial com todo o passo a passo necessário para configurar esta função em seu gadget.


Acesse as configurações de rede (Foto: Reprodução)Acesse as configurações de rede (Foto: Reprodução/Mariana Coutinho)
Acesse o Ponto de Acesso Wi-Fi (Foto: Reprodução) 
Acesse o Ponto de Acesso Wi-Fi (Foto:
Reprodução / Mariana Coutinho)
Passo 1. Entre nos “Ajustes” do seu smartphone. Em seguida, acesse a opção de “Redes sem fio e outras”. Isso vai variar de aparelho para aparelho, mas você deve procurar alguma opção de configuração de redes.
Passo 2. Agora, procure a opção “Ponto de acesso Wi-Fi”. Clique, então, em “Configure o ponto de acesso Wi-Fi”
Passo 3. Uma janela se abrirá com as opções de configuração. Escolha um nome e uma senha para sua rede. Na opção segurança, selecione “WPA2 PSK”. Ao final, clique em “Salvar”.
Configure sua rede Wi-Fi (Foto: Reprodução)Configure sua rede Wi-Fi (Foto: Reprodução/Mariana Coutinho)
Ative o ponto de acesso (Foto: Reprodução) 
Ative o ponto de acesso (Foto:
Reprodução/Mariana Coutinho)
Passo 4. Depois de configurar a rede, ative a opção “Ponto de acesso Wi-Fi”. Um ícone de rede aparecerá no menu superior do celular e ele já se transformou em um ponto de rede. Para acessar a internet, é preciso ligar o Wi-Fi do notebook ou tablet e conectá-lo à rede do celular como uma rede wireless comum, digitando a senha.


Pronto! Para desativar a rede, você deve apenas desmarcar a caixa ao lado de “Ponto de acesso Wi-Fi”
E ai deu certo, deixe seu comentário!

Fonte: tectudo

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do PORTAL DO JURUÁ;