Preso do semiaberto é reconhecido por sobrinho de turista esquartejado no bairro da Lagoa;

O detento do semiaberto Janderson Silva Melo, de 23 anos, foi preso pela polícia de Cruzeiro do Sul por ser um dos acusados da morte do autônomo Wandson Martins, de 38 anos. O sobrinho de Martins, um adolescente de 16 anos que teve os dedos decepados, reconheceu Melo como sendo um dos criminosos, segundo a polícia.
Janderson Silva Melo, de 23 anos, foi preso acusado de ser um dos que cometeu o crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Martins, que é natural da cidade de Manaus, no AM, foi esquartejadoe teve a cabeça, perna, orelha e o braço decepados. O crime ocorreu na quinta-feira (10) no bairro da Lagoa. As vítimas estavam na cidade para visitar parentes.

“Ele [acusado] foi identificado, reconhecido e preso em flagrante delito pela participação no homicídio brutal e na tentativa de homicídio, o acusado é reeducando do sistema penal e estava no regime semiaberto”, explicou o delegado que investiga o caso, Alexnaldo Batista.

O delegado falou também da violência e circunstâncias em que o crime ocorreu. “A Polícia Civil conseguiu prender um dos envolvidos desse brutal assassinato que aconteceu na Lagoa, onde uma das vítimas teve cabeça, perna, orelha e braço decepados. A outra vítima conseguiu escapar, um menor de 16 anos”, disse o delegado que investiga o caso, Alexnaldo Batista.

Batista acrescentou ainda que as investigações continuam para prender os outros cinco suspeitos dos crimes. “A Polícia Civil conta com a parceria da sociedade para localizar esses sanguinários criminosos”.

A polícia acredita que as vítimas podem ter sido confundidas com integrantes de facções criminosas do estado do Amazonas. Martins e o sobrinho nunca haviam ido ao município de Cruzeiro do Sul. Os criminosos teriam feito perguntas sobre a origem de Martins e do sobrinho antes de começarem as agressões.

Após o depoimento, o adolescente foi orientado a deixar a cidade. De acordo com familiares, ele já saiu do município.

Da redação do Portal do Juruá com informações do G1 Acre

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.